top of page

Pantanal explode em focos de incêndio e é a pior situação em 26 anos.

Pantanal atinge o recorde de 1367 focos de incêndios registrados em junho. Cerrado e Amazônia também sofrem com aumento de queimadas, e previsão indica agravamento da situação nos próximos meses.

O bioma Pantanal está enfrentando um aumento no número de focos de incêndios neste mês de junho, colocando em risco a vegetação nativa e a biodiversidade regional. O Pantanal está completamente seco no primeiro semestre, referente à estação chuvosa do bioma.


Segundo dados do Mapbiomas, houve uma redução significativa na superfície de água no Pantanal entre 1985 e 2022. Nos anos de seca extrema, a redução foi de 66%, passando de 4,7 milhões de hectares em 1986 para 1,6 milhões de hectares em 2021.


Isso está diretamente relacionado às queimadas, pois quanto menor é a quantidade de água, menor é o período de inundação no Pantanal, favorecendo a propagação de incêndios florestais.


O Pantanal registrou o maior número de focos de incêndio para o mês de junho desde 1998, quando o índice começou a ser contabilizado pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE). Até o dia 17 de junho foram registrados 1367 focos de incêndios no bioma, e nos 6 meses de 2024, quase 350 mil hectares foram atingidos pelas queimadas.

0 visualização0 comentário

Comentários


bottom of page