top of page

Palmeiras inicia contatos por Gabigol e não descarta aguardar atacante do Flamengo até janeiro

Verdão estuda cenários e abre conversas após atacante entrar em período permitido para assinatura de pré-contrato com outros clubes; negócio nesta janela precisaria de compensação financeira

O Palmeiras iniciou contato nas conversas pela contratação do atacante Gabigol, do Flamengo, que agora está a seis meses do fim do vínculo no Rio de Janeiro e tem liberação para assinar pré-contrato com outros clubes.

Ainda sem proposta formalizada, o clube alviverde aguardou o período permitido para abordar o atleta - porque antes de julho se caracterizaria como assédio - e agora estuda cenários possíveis para contar com o atacante.

É uma negociação, porém, vista internamente como longe de ser simples - e com uma série de fatores envolvidos.

Para contar com o atacante ainda nesta janela, o Alviverde precisaria investir em uma compensação financeira ao Flamengo, que tem contrato com Gabigol até dezembro e é rival direto na disputa pelo título brasileiro.

– Se não tiver uma compensação financeira que a gente entenda ser plausível, que seja dentro das nossas análises de um bom negócio para o Flamengo, ele vai ficar até o final - determinou o vice de futebol rubro-negro, Marcos Braz, no domingo.

Gabigol está afastado dos jogos desde as declarações do empresário, Júnior Pedroso, sobre a intenção de trabalhar seu futuro fora do Flamengo, porque ele tem cinco jogos na Série A, e há um limite de sete para poder se transferir a outras equipes. A janela estará aberta até 2 de setembro.

O clube entende que se não for viável uma saída nas próximas duas semanas, ele seguirá exercendo contrato até o fim. E a renovação, com uma proposta recente recusada, de um ano de extensão e aumento salarial, ainda é vista como difícil.

Assim, outro cenário melhor estudado pelo Palmeiras é de acertar com Gabigol um pré-contrato para a próxima temporada. Assim evitaria a necessidade de pagar ao Flamengo na negociação. Questionado sobre o que diria caso a presidente Leila Pereira oferecesse o atacante, o técnico Abel Ferreira limitou-se a dizer que conta com seus atletas - Luighi, Rony e Flaco López - e que evita alimentar uma novela. – Ela sabe aquilo que eu penso. Não falo de jogadores de outros clubes. Estou muito contente com o que nós temos aqui e não conto receber mais reforços. Até porque os reforços custam muito dinheiro, mas também disse pra Leila não vender Luis, Estêvão e Endrick, e ela vendeu.

– Confio muito em tudo que ela faz. Não quero alimentar uma novela porque há muitos jogos por trás e não acho que meus jogadores merecem isso. A única coisa que vou dizer é que conto com os três que tenho aqui - finalizou. E o doping?


Em meio a ambos os cenários, ainda há uma preocupação sobre a questão do doping em que o atacante está envolvido. A sessão na Corte Arbitral do Esporte foi adiada e ainda não há uma nova data marcada.

Atualmente, Gabigol pode jogar por conta de um efeito suspensivo garantido na Corte Arbitral do Esporte, em abril de 2024. Ele recebeu inicialmente uma suspensão de dois anos no Tribunal de Justiça Desportiva Antidopagem por tentativa de fraude ao exame antidoping e falta ainda a decisão do mérito no julgamento do CAS - onde entrou com o recurso.

As possíveis decisões são de absolvição ou a determinação para cumprir pena até abril de 2025 - o que o tiraria de campo durante parte do Campeonato Paulista pelo menos. A contagem começou em abril de 2023, quando foi realizada a coleta de exames no CT do clube.

1 visualização0 comentário

Comments


bottom of page