Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Di Ferrero lança a primeira parte de "Sinais" e fala sobre o trabalho - Nova Regional 89,5 FM

Fale conosco via Whatsapp: +55 15 998557714

No comando:

Das às 11:20 - 15:20 - 20:20

No comando:

Das Dom a Quin às 22:00 Sex e Sáb às 00:00 às 05:00

No comando:

Das 00:00 às 05:00

No comando:

Das 06:00 às 09:00

No comando:

Das 09:00 às 12:00

No comando:

Das 10:00 às 13:00

No comando:

Das 12:00 às 13:00

No comando:

Das 13:00 às 17:00

No comando:

Das 16:00 às 17:00

No comando:

Das 17:00 às 19:00

No comando:

Das 20:00 às 23:00

Di Ferrero lança a primeira parte de “Sinais” e fala sobre o trabalho

Ferrero diz que apesar de estar trabalhando com programações e produtores variados, o cerne de suas músicas segue o mesmo. “Elas ainda nascem no violão. Todas elas têm essa estrutura básica ainda”, conta, dizendo que ainda que foi com esses esqueletos de canções que os produtores trabalharam em cima, sempre ao seu lado, para criar a ambientação sonora. Ou seja, o contrário do que se vê em muito do pop contemporâneo onde a canção nasce a partir de um beat.

O medo de decepcionar os fãs mais antigos com essa guinada também não passou pela cabeça dele. Ele conta que no ano passado, quando lançou o primeiro single “Sentença”, ainda sentiu algumas vozes mais discordantes, mas que agora sente que o seu público entende a guinada de direção e está ao seu lado nessa nova caminhada.

Apesar de lançado como dois EPs, a segunda parte sai em breve, Ferrero diz esperar que, ao final, ele seja escutado como uma obra única e que a opção por dividir o disco em duas partes, tem mais a ver com a maneira que a música é consumida hoje, especialmente via serviços de streaming. “E dessa forma eu posso trabalhar melhor essas seis músicas”. Se depender dele o álbum também ganhará uma edição em vinil, formato que ele diz adorar.

Já ao vivo, ele segue com um formato de banda, mas também trabalhando com bases pré-gravadas. Ele também segue cantando as músicas do NX Zero nos palcos. “Essas música fazem parte da minha vida, eu escrevi aquelas letras”, mostrando que a nova fase, em nada invalida, tudo o que veio antes. Ele fala que o fato da banda não ter terminado com os integrantes brigados , também faz com que ele não enxergue como um fardo. Vale notar também que o guitarrista do NX, Gee Rocha, está presente no trabalho de Ferrero, em “Diamante Raro”.

Não podíamos deixar de perguntar também sobre a participação vitoriosa de Di no “Show dos Famosos” do “Domingão do Faustão”, o quadro onde os competidores a cada etapa precisam imitar um astro da música diferente, onde ele acabou vencendo a competição, empatado com Ludmilla.

Ele revela que a princípio não achou que valia entrar no programa. “Soube do convite, ams eu disse que não. Aí, uma semana depois ligaram de novo falando ‘tem certeza’ (risos)… vai ser bom para a sua carreira… e eu topei.”

O cantor fala que a decisão se mostrou acertada, já que ele aprendeu muito nessas semanas de competição que levará para sempre com ele, “coisas sobre postura de palco e gestual, por exemplo”. Ao se ver tendo de assumir uma nova persona, Ferrero também diz ter aprendido bastante. “Mesmo no caso do Kurt Cobain ou Jon Bon Jovi, dois dos artistas que ele homenageou no quadro, a gente nota que existem movimentos pensados ali, que não era só improviso”. Com carinho ele também conta que em Recife acabou cantando “Anunciação” de ##artista###Alceu Valença###, que ele também interpretou no programa, em seu show.

Dito isso, ele diz que jamais imaginou que seria o campeão, e que ficou mais surpreso ainda ao saber que ainda teria direito a um prêmio por ter vencido o quadro.

Deixe seu comentário: